sexta-feira, 6 de maio de 2011

E quando os pais não se dão, #comofaz?

Fonte: Google Images


Antes de começar o post, quero deixar claro aqui que estou só tentando ser “prática” desde o início dos preparativos, ok? Se eu deixasse pra pensar em uma coisa dessas mais pra frente com certeza iria bater pino...

‘Tava lendo esse post do blog da Sol, onde ela dá algumas dicas pra fazer um casamento diferente. Mais especificamente, fiquei pensando na primeira dica, quando ela fala sobre ser levada até o altar não só pelo pai, mas também pela mãe.

E então que meus pais são separados.

E a separação não foi nada amigável. Mesmo. As famílias praticamente cortaram relações.

O mais curioso é que eu falo tanto da minha família que quando as pessoas descobrem esse detalhe, quase não acreditam.

Verdade que minha relação com meu pai melhorou um bocado de uns cinco anos pra cá, mas sei que é bem pequena a chance de ele ir ao casamento mesmo sem participar da cerimônia [não foi à minha formatura, por exemplo].

Com toda essa situação formada, uma das primeiras perguntas que minha família fez quando contei que a data estava marcada foi: “Carol, com quem você vai entrar na igreja?


Silêncio... =/


Claro que minha primeira opção sempre foi e sempre vai ser meu pai, né? [Apesar de já estar prevendo todo o “climão”...]

Mas sendo prática, como comentei ali em cima, pensei [quer dizer, tia número 11 me ajudou a pensar]:

Sempre acreditei que a função de um padrinho, além de ser co-responsável pela educação religiosa de uma pessoa, é estar presente caso nossos pais não possam estar.

Nisso esbarrei em mais um “problema”: meu padrinho era meu avô, que já não está mais com a gente. Além disso, sou filha única de pai e mãe, o que descarta entrar com um irmão [duh!].


Comentei lá no início do blog que minha mãe tem 11 irmãos, não? Pois é. Contando com ela, são 8 homens e 4 mulheres.

E está aí a solução que encontramos. Concluímos que na ausência de meu pai e meu avô, a melhor pessoa para me acompanhar é meu tio, irmão mais velho da minha mãe.

Já deixei meu tio de sobreaviso e ele ficou muito feliz com o convite, mas – claro – fez questão que eu insistisse com meu pai.


Detalhe: meu pai ainda não sabe que vou casar.


Mas essa é uma outra história e terá que ser contada em outra ocasião.



6 comentários:

Rebeca Fernandes disse...

Amiga, sua situação é tensa... mas acho que a minha é ainda mais, meu pai diz que meu noivo é um frouxo, e também não está sabendo do meu casamento... estou deixando o comunicado para uma data mais próxima, afinal ainda faltam 7 meses.

1000 beijos.
http://apartamentoecasamento.blogspot.com/

Cris Rodrigues disse...

Carol,
Família já é um bixo complicado, e no casamento complica mais ainda.
Minha mãe (que teve 13 irmãos) por não quer ir no meu casamento. Por causa disso vou entrar com meu pai e minha irmã vai entrar com meu sogro, pra poder sair com meu pai. Assim, meu cunhado ficou sem par e não vai entrar...
Se vc acha que tem chance de seu pai ir no casamento, e vc quer entrar com ele, convide-o! Pelo menos vc não vai se arrependerpor não tê-lo chamado ou não vai se afastar mais dele...
Bjoss

Cris Rodrigues disse...

Com certeza essa "troca de casais" vai ajudar!
[Isso não soou como eu queria, mas tudo bem, rs!]
Bjss

Cris disse...

Oi, Carol!
Estava ausente este fds, por isso só vi este post agora!

Então releve minha humilde opinião se achar assim necessario.rs

Olha amiga, sinceramente. Seu pai é vivo, e acredito que ficaria muito orgulhoso em entrar com vc na igreja. Acredito que por todos quererem o seu bem. Acho que, com um pedido seu, para que todos se comportem durante o evento, não seria pedir de mais.
Afinal de contas vc é a noiva! Pode tuuudo!

Meu pai, não é vivo e também o clima não era dos melhores em família, já que meus pais eram separados tb. Mas hj sem ele, sei o quanta falta ele e minha mãe farão neste dia.
Por isso, um conselho de amiga, não deixe de fora quem vc ama!
Pra tudo se dá um jeito, menos...!

Bju
Cris

Marcela Lima disse...

Olha...estou vivendo situação semelhante, mas já sei o q fazer. Na verdade, não falo com meu pai pq ele sempre foi mega ausente. Então ele não sabe que vou casar e nem saberá. Não faço a menor questão, mas...se não é o caso do seu, por favor, fale com ele.
Acho que ele ficará feliz.
No entanto, caso ele faça C.D (C* doce), relaxa! Sinal de que ele não merece participar do seu grande dia.
Pais separados tem que entender, que o dia é dos noivos! Animosidades e picuinhas, ficam de lado.
Resumindo: o quanto antes vc falar com ele, melhor. Não deixe pra falar perto do seu casameto, pra vc não ficar chateada.
Boa sorte!
bjksss

Candanga disse...

Sei que esse post foi a séculos, sei que o casamento já passou, mas foi a primeira vez que entrei no seu blog e acabei lendo porque o assunto me interessou.

Meu pai biológico eu não conheço.
Fui criada pela minha mãe e meus avós. Sempre na companhia de tios. Uma tia se casou quando eu tinha menos de 10 anos e a vida inteira morávamos todos na mesma casa.

Este novo tio me registrou no cartório como filha e também participou ativamente da minha criação.

Eu o considero como pai. Ele se separou da minha tia e agora tem um clima esquisitíssimo! Como eu posso querer vê-lo com frequência, se ele é ex marido da minha tia.
Estranho, né?

Ele era presente e ausente. Não foi na minha formatura e é difícil tê-lo em algum evento. Fico em dúvida se devo contar com ele ou se seria um motivo ora ter gastrite BEM no dia do meu casamento.

Meu irmão mais velho era o meu escolhido pra entrar na igreja comido.

Ele faleceu meses atrás. =/
Muito difícil pensar em casamento sem pensar em quem vai me levar ao altar.

Fiquei noiva no início do mês.
Num lindo sábado de sol, na terra maravilhosa, ele me levou para um delicioso passeio de namorados no trem do Corcovado e lá em cima, com a bela e única vista do Rio, me falou para fazer um pedido encostada nos pés do Cristo e quando eu abri os olhos ele disse: "Pronto, seu pedido se realizou" "Will you marry me?" com as alianças na mão!!

E ainda citou:
"Porque aonde quer que tu fores, irei eu; e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo será o meu povo, o teu Deus será o meu Deus."
Rute 1:16

Meu noivado será neste sábado e agora tudo vai começar...

(Não tenho um blog sobre casamento)

Se um dia resolver responder a este comentário.. conte como foi entrar com seu tio. Não ter o seu pai lá. E como ele reagiu.
Eu não sei o que farei...