quinta-feira, 4 de agosto de 2011

No final vocês vão ver que o texto faz sentido! ;)

O curso de inglês que eu fiz durava uns oito anos, se não me engano.

Nos quatro primeiros anos era aquela rotina normal de cursinho, mas nos últimos a carga horária dobrava e a gente tinha aulas separadas de conversação, gramática, fonética inglesa e americana e literatura inglesa e americana.

Já no início do primeiro período de literatura inglesa [eu devia ter uns 16 anos] a professora passou uma tarefa: cada aluno teria que fazer um trabalho sobre um autor e falar sobre uma das suas obras mais importantes. Rezei horrores pra não pegar John Donne - já que entendo nada de poesia - e no sorteio acabei ficando com Jane Austen.

A professora me deu uma versão resumida de Orgulho e Preconceito em - claro! - inglês e eu, ixpértona, cheguei em casa e pedi pra tia Rita comprar pra mim a versão em português quando fosse na cidade [não, naquela época o site da Livraria Cultura ainda não existia].

Quando ela chegou em casa, disse que entre a versaõ resumida e a "versão completa comentada", tinha ficado com a última por se tratar de um trabalho da escola. Imaginem a minha cara... ¬¬

A verdade é que no segundo dia de leitura eu já estava na metade da história, em cólicas pra saber se Elisabeth e o Sr Darcy ficariam juntos no final. E esse livro virou uma das lembranças mais gostosas do final da minha adolescência.

Aí vocês perguntam: mas o que essa história toda tem a ver com casamento, Carolina?

Pra retribuir o carinho da Rebeca, que casou no último sábado. Seu blog foi um dos primeiros que visitei depois que entrei pra esse mundinho paralelo e ela foi - mesmo! - uma das primeiras noivinhas que conheci a primeira noivinha que conheci ***, já que foi a primeira a chegar no encontrinho. Como a Elisa, torci tanto pra ela conseguir sua kombi que até deixei bilhetinho no pára brisa da kombi que fica eternamente estacionada na Fonte da Saudade.

E aí mais uma vez vocês perguntam: mas o que tem a ver Orgulho e Preconceito com a Rebeca, Carolina?

É que em muitas das vezes que entrei em seu blog, a música de fundo era Georgiana, de Dario Marianelli, uma das mais bonitas da trilha sonora do filme baseado naquele livro. Um dos livros mais bonitinhos que já li.

Rebeca, toda a felicidade do mundo pra ti! E volta logo pra postar mais fotos do teu vestido e deixar todo mundo babando! =D


Aos poucos vou indicar o selinho, porque o texto ficou tão grande que vocês já devem ter mudado de página faz tempo... =)

*** Gente! Que vergonha! E que cabeça de mamão que eu sou! A primeira noivinha que conheci foi a Bia, que até aqui em casa veio! Jesus, o que é que esse remédio pra insônia tá fazendo com minha memória? oO

Desculpa, Bia! *vergonha, vergonha, vergonha*




____________________________________________________________________________


1. O cara resolveu ficar com a cachorrinha, mas só vai buscá-la amanhã. Não dá vontade de matar?

2. Entrei em contato com a imobiliária pra negociar o valor do aluguel. Acreditam que queriam fazer aquele reajuste 6 meses antes de o contrato acabar?

23 comentários:

Jessica Araujo disse...

Ehhh...no final faz sentindo...rsrsr... ainda não assisti esse filme....
Mas agora vc despertou o meu interesse em assistir...rsrss

Bjus

Noivinha ansiosa disse...

A Rebeca ficou linda...também quero ver mais fotos!

Bjs

Viviane♥Robson disse...

Ah, assisti ao filme e é bem lindinho mesmo!
Beijo,
Vivi

Marcela Lima disse...

A Rebeca ficou um escândalo!
Super diferente o look dela. AMEIII!
Qto à cachorrinha, é triste, mas o q não tem remédio, remediado está, né? Procura outra.
Qto ao aluguel, Jééésus!Qto mais se reza, mas assombração aparece rsrs.
bjksss

Cris disse...

Oi, Carol!

Parece que hoje foi o dia das homenagens aos 1° blogs que visitamos pela primeira vez! (já li algo parecido em outro blog hoje!)

Muito boa a história do livro!

Que pena, que a cachorrinha não ficou com vcs!

E tenha fé a respeito do aluguel!

Bju
Cris

Tatiana K Wolff disse...

Esse povo do mercado imobiliário tá tudo surtado... Boa sorte na negociação!!
Bjs!

Noivinha ansiosa disse...

Então 3º mundo tem destes intempéries mesmo...no meu caso eu peguei uma nota de 50 pesos falsa pelo taxista...fiquei putíssima! Mas fazer o que...ainda bem que não era tudo que tínhamos.
bjs

Manuela Joia disse...

Carol da minha vida, o que colocaram na sua comida pra você ter um ataque artístico de uma hora pra outra?(uhahahuahu) Você me aparece com literatura, línguas, poesia, música e ainda consegue relacionar tudo. rsrsrsrsrs.
Quantas vezes já disse que você me diverte?? rsrsrsrsrs

Quanto a cachorrinha, estou com dó dela já, fico imaginando você como se sente. Sério, se passar de amanhã, dá um ataque de pelanca e pega ela pra vc. Ponto final!

Beijos.

Manuela Joia disse...

Rodar a baiana no mínimo né? Absurdo! Pobre do bichinho que fica lá, vê-se o excelente dono que será ¬¬

Beatriz Amaral disse...

adorei o texto, mas vou te pegar na mentira: a primeira noivinha que você conheceu ao vivo e a cores fui eu, cara-pálida! hunf! saí da roça para te levar macarons e é essa consideração que eu mereço?!

hahahahahaha! brincando, tá?

Beijos!

Manuela Joia disse...

Carol, olha o que achei, só lembrei de você e seu dilema do convite, achei uma gracinha, um formal-informal, elegante eeeeee com papel parecido com o reciclado. Dá uma olhada

http://www.projectwedding.com/blog/wp-content/uploads/2011/07/11-2.jpg

beijos

Cris disse...

Kkkk...
Sacanagem com o Obama! e com o cigarrinho! kkk

Casar é assim... disse...

AIn Carol..que história tristinha da sua vovó..=/..

O post que a Rebeca fez prazamiga foi bem fofo né??..=)

beijos!!

Cris disse...

Imagino que tenha sido cortado, mesmo!

é amiga na nossa época podia tuuudooo! Nada era pensado de modo ambíguo!

Bjinho!

Isa disse...

Carol...

Tb amei orgulho e preconceito e por favor , varios Salves - Salves pra Jane. rs

Li o texto inteiro e como tudo que vc escreve eu adorei...
Mas eu nao entendi nadinha desse video doido ai rs

bjs

Cris Rodrigues disse...

Você acredita que eu nunca li esse livro? E eu nem vou falar que vou ler em breve pq vai ser mentira... Ano passado eu li 14 livros e esse ano tô empacada no mesmo desde janeiro por falta de tempo!
Vai pra wishlist!
Mas no final(zinho) o texto fez sentido mesmo, rrs! Eu fiquei super emocionada com a homenagem da Rebeca, até dei uma choradinha (tudo bem que choro por td, mas tá valendo)!

Cris Rodrigues disse...

Everybody Hurts é meio triste mesmo, mas pensa que minhas opções tão se esgotando!

Vc sabia que eu já pensei em fazer uma trilha só com músicas que parecem bonitinhas mas não são? Tipo: Love Of My Life, Always...

Aquelas que qdo vc prsta atenção na letra percebe que seria um erro gravíssimo colocá-las num casamento!

Paulinha disse...

Eu fiquei curiosa com o 'Orgulho e preconceito' depois que assisti ao filme 'Mensagem para você' (sou apaixonada pelo Tom Hanks nesse filme. rsrs)
Como não tinha achado o livro (leia-se: nem procurei. :D), comprei o filme em uma dessas promoções da Americanas. É bom, mas como todo mundo fala desse romance e eu sou TOTALMENTE contra ver o filme antes de ler o livro (oin), TENHO q arrumar o tal livro. rsrs

ps.: estou curiosa com a história da noiva da Kimbi. Vc não é a primeira blogueira a falar dela
:D

http://socorrominhairmavaicasar.blogspot.com/

Elisa disse...

Carol, eu tb sou apaixonada pela Jane Austen!!! Acho que já li todos os livros dela... hehehehe! Tão romantiquinha... Bom demais!!!

Mas vai ter o reajuste do apê mesmo? Aquele valor todo? Sofriiiido...

E o nosso encontrinho 2? Vamos marcar?

Bjs!

Larissa disse...

Mas é sempre assim na marra que pegamos o gosto pela leitura, so falta sorte pra ser um livro bom!!
Bjo

SoL disse...

pq toda hora q eu dou play no video tenho uma imensa crise de risooooo????

Juliana disse...

Eu tb acabei achando essas bolinhas na internet. É claro que não foram baratas, mas são muito mais lindinhas. Comprei no casamento.art.br

Juliana disse...

Ai, que pena que vc não ficou com o cachorrinho! E essa da imobiliária é sem noção, hein?